APRENDENDO A CONHECER E ESTUDAR

 

A escola não é bicho-papão...

Preceitos como ética e dedicação são essenciais em todas as fases da vida. Especialmente na primeira etapa do processo escolar, nossos alunos são educados sob tais princípios, que sempre guiarão suas atividades.

Nós, do Colégio Villa Lobos, estabelecemos um novo referencial para a criança em sua recepção na escola e sua adaptação a ela. Através de um ambiente lúdico e de profissionais atenciosas, tornamos o momento de ir a escola algo prazeroso e divertido.

TRANQÜLIDADE E CARINHO

Para crianças que ainda não andam

 

Nesta fase, o bem estar do bebê é indispensável para seu desenvolvimento físico e mental, visto que, já durante os seis primeiros meses de vida, ele é capaz de grandes realizações. Nossa maior atenção é direcionada à alimentação, aos cuidados de higiene e saúde e à manutenção de um ambiente tranqüilo e propício ao desenvolvimento motor, através de estímulos adequados. Destacamos a individualização desses cuidados, pois cada bebê tem seu próprio ritmo para se alimentar, brincar, descansar e dormir.

CAMINHANDO, FALANDO, BRINCANDO...

Para crianças com 2 anos completados em qualquer mês do ano, desde que já tenham aprendido a andar

 

Como a criança acabou de aprender a andar e falar, começa a experimentar o mundo de forma excitante e intensa: ela já brinca e interage com outras crianças, aprendendo noções elementares do convívio social. Nesta fase, a ênfase se dá ao desenvolvimento da coordenação motora grossa da criança, à audição musical, às artes e ao importantíssimo desenvolvimento da linguagem, através de estórias, rodas e “conversas informais”. As metas desta fase são: fazer a criança aprender sobre si mesma, sobre os próprios sentimentos já experimentados e a respeito das outras pessoas; iniciar a comunicação com os outros; aprender a mover-se corretamente e adquirir habilidades de pensamento.

EXPLORANDO O MUNDO A SEU REDOR

Para crianças com 3 anos completados até o mês de janeiro do mesmo ano

 

Nessa fase, as crianças entram em contato com noções essenciais de matemática, exploram notavelmente a linguagem oral e inquirem sobre a escrita, desenvolvem orientação espacial, coordenação motora e convívio social, ampliando os resultados do mini-maternal.

Planos didáticos semanais e múltiplas atividades objetivam prender-lhes a atenção e melhorar a auto-confiança, já iniciando o plantio da sementinha pelo gosto de aprender.
As crianças exploram diariamente todos os cinco sentidos, manipulam objetos como o quebra-cabeças, contam histórias e interagem com a professora, com ela compartilhando seus sucessos e incertezas, desenvolvendo, assim, seu lugar de sujeito no mundo.

EXPERIMENTANDO O GOSTO DE APRENDER

Para crianças com 4 anos completados até o mês de janeiro do mesmo ano

 

Trabalhamos, aqui, o desenvolvimento de habilidades referentes à futura alfabetização, enfatizando as matérias básicas (linguagem, matemática, ciências) em aulas e brincadeiras pedagógicas, especialmente planejadas para que as crianças sintam-se atraídas e motivadas pelo processo de aprendizagem.

O objetivo principal desta fase é o desenvolvimento da coordenação motora fina, com atividades que visam o prazer de aprender sobre si e a capacidade de explorar o mundo.

ABRE-SE O INFINITO UNIVERSO DAS LETRAS E NÚMEROS

Para crianças com 5 anos completados até o mês de janeiro do mesmo ano

 

Nesta fase intensificamos o preparo da criança para o ingresso no Ensino Fundamental, que se dará no ano seguinte. No Jardim II, a criança reforça o entendimento da comunicação escrita e falada. Ela também começa a ser treinada em conceitos matemáticos, como numeração, ordenação e classificação; aprende, ainda, como a Ciência e a Natureza causam impactos no ambiente onde vivem. Neste estágio, responsabilidades tocantes à cidadania são gradualmente introduzidas no ambiente escolar: afinal, somos todos responsáveis pela sociedade e pelo planeta em que vivemos.
Além disso, a criança desfruta, ao longo do ano, de oportunidades para desenvolver a criatividade nata em atividades como pintura e desenho. A parte física não é esquecida; várias práticas corporais são desenvolvidas para que a criança cresça saudável.